Universidade Monstros #100filmesquedevemosver

Universidade Monstros #100filmesquedevemosver

É estranho confessar isso, mas nunca fui muito fã de Mostros S.A.. Sim, enquanto um monte de gente adora eu sou uma das poucas que vi e não gostei.

Esse motivo me fez acreditar que eu não iria gostar da sua sequencia, por motivos óbvios né, mas mesmo assim resolvi assistir e ao contrario do que eu esperava, Universidade Monstros é muito diferente de Mostros S.A. por isso adorei. Continuar lendo “Universidade Monstros #100filmesquedevemosver”

De Pernas pro Ar 2 #100filmesquedevemosver

De Pernas Pro Ar 2 Pipoca,cafe e cinema

A chance da sequencia de um filme ser melhor que o primeiro é quase sempre impossível. Sempre há uma distorção da historia ou exageros para poder explicar a sua continuação.

Esse não é o caso do filme De Pernas pro Ar 2, que teve uma sequencia gloriosa. Quando o filme saiu ouvi um monte de gente dizer que esse era melhor que o primeiro (De Pernas pro Ar) e é obvio que pensei que isso era exagero de quem tinha dado algumas risadas no cinema.

É estranho dizer, mais sim a sequencia é melhor que o primeiro. Eles conseguiram manter a historia com ótimas cenas engraçadas e algo que me faz gostar ainda mais desse filme. O humor em cenas do cotidiano, acontecimentos normais que são transformados em cenas de comedia de muito bom gosto. Apesar do filme rodear nas aventuras da empresária dona de uma rede de sex shop, o filme não tem exageros ou apelações direta ao sexo. Tem ali duas cenas engraçadinhas com o vibrador e mais algumas com intenção sexual, mais na verdade essas são as cenas mais sem graça do filme. Continuar lendo “De Pernas pro Ar 2 #100filmesquedevemosver”

Harry Potter e a Câmara Secreta #100filmesquedevemosver

Harry Potter e a Câmara Secreta pipoca, cafe e cinema

Esse segundo filme da saga Harry Potter traz nítidas mudanças comparadas ao primeiro. Lançado um ano depois, este tem uma produção bem melhor, apesar de ter uma ou duas cenas com efeitos fracos ou apenas “muda a câmera de angulo para economizar nos detalhes”. Tirando isso, só teve melhoras.

O filme ficou mais maduro, e assim como no primeiro, traz um bom suspense e muita historia. Sim, Harry Potter tem uma historia complexa por isso seus filmes tem muitos acontecimentos, o que justifica ser tão longo. O que faz você se prender ainda mais, pois um detalhe do inicio do filme é o desfecho para a descoberta no final dele. Além dos detalhes que são abertos para os próximos. Continuar lendo “Harry Potter e a Câmara Secreta #100filmesquedevemosver”

E Aí… Comeu? #100filmesquenaoprecisamosver

e ai comeu pipoca, cafe e cinema

Quando você vê pensa que o titulo diz sobre o que o filme se trata, mas não exatamente. Faz pensar que seria a historia de três amigos que contaria sobre suas varias aventuras sexuais, só que não.

O filme conta a historia de Bruno Mazzeo recém separado, Marcos Palmeira que acredita ser chifrudo e Emilio Orciollo Netto o único pegador do filme. No final das contas tudo se passa com eles na mesa do bar contanto sobre o seu dia ou sua vida sexual, que na verdade sempre vai girar em torno de uma mulher só, ou apenas falando sacanagem e repetindo a pergunta E Aí… Comeu? 

O que me fez odiar esse filme não foi o sexo, ou a expectativa deles contarem varias experiencias que iriam acontecer durante o filme, mais sim a falta de historia. O filme não segue um ritmo, não te prende, e ainda tem uma péssimo envolvimento do Fernando, personagem de Bruno Mazzeo, com a Gabi (Laura Neiva) que é uma adolescente. Nada haver. Continuar lendo “E Aí… Comeu? #100filmesquenaoprecisamosver”

Harry Potter e a Pedra Filosofal #100filmesquedevemosver

Harry Potter e a Pedra Filosofal pipoca,café e cinema

De repente eu resolvi gostar de Harry Potter, está bem não posso dizer que foi do nada, houve uma influencia e o mais importante, resolvi dar uma chance. Eu adorei e conclui que sempre disse que não gostava tanto de Harry Potter apenas por preconceito.

Harry Potter e a Pedra Filosofal é o primeiro filme da saga Harry Potter (é muito fofo ver todos eles tão novinhos) nele vemos o primeiro ano de Harry Potter em Hogwarts e o inicio da amizade dele com o Ron (Rupert Grint) e Hermione (Emma Watson).

O fato dele ser novato ajuda bastante a entender como o mundo deles funcionam, como são os bruxos e principalmente a historia. Algumas cenas do filme mostram efeitos visuais fracos, porém há cenas que foram muito bem feitas ainda mais na sua época (lançado em 2001), como os vôos de vassoura e a partida de Quadribol. Continuar lendo “Harry Potter e a Pedra Filosofal #100filmesquedevemosver”

Dezesseis Luas #100filmesquenaoprecisamosver

Dezesseis Luas pipoca, cafe e cinema

A primeira coisa que você vai se lembrar quando ver a historia desse filme é da saga Crepúsculo. E acredite, apesar de algumas diferenças, posso afirmar que sem Crepúsculo o filme Dezesseis Luas não existiria.

Parece que virou moda transformar os monstros em mocinhos apaixonados, interpretados por atores não prestigiados com produções de baixo investimento. Achei que nunca fosse dizer isso, mas perto de Dezesseis Luas, Crepúsculo tem sim uma ótima historia. Na verdade o que sempre achei ruim nos filmes da saga Crepúsculo nunca foi a historia e sim a produção, já em Dezesseis Luas é ao contrario.

Como não quero passar o resto do texto só comparando os dois, apesar de não tem por causa das semelhanças. Vou direto ao ponto com os lados positivos e negativos do filme Dezesseis Luas (Beautiful Creatures). Continuar lendo “Dezesseis Luas #100filmesquenaoprecisamosver”

O Casamento do Meu Melhor Amigo #100filmesquedevemosver

O Casamento do Meu Melhor Amigo pipoca, café e cinema

Se você procura um romance com muitas cenas engraçadas recomendo O Casamento do Meu Melhor Amigo. Típico filme que não vai acrescentar muito, mas com certeza é do tipo que, se está passando na televisão, qualquer um para e assiste até o final.

São muitas cenas divertidas entre elas a do jantar,  que até virou um hit, em que toda a mesa canta I Say A Little Prayer. Um pouco brega, mas que caiu perfeitamente no roteiro. Além do humor, existe muito romance, não tem como não sentir e se apaixonar por eles.

O roteiro aponta também muitas qualidades para a rival de Julia Roberts, fazendo inclusive a gente detestar, em alguns momentos, a obsessão dela. O que acaba sendo engraçado e romântico, pois expõe ainda mais o amor dos noivos e ajuda aceitar o final nada “feliz” porém justificável. Continuar lendo “O Casamento do Meu Melhor Amigo #100filmesquedevemosver”